sábado, 18 de setembro de 2010

Relacionamento conjugal





Estamos iniciando a terceira semana cujo tema é o Relacionamento Conjugal.
O casamento é algo tão importante no plano de Deus que ele o compara ao relacionamento entre Cristo e a igreja. Paulo nos diz o seguinte em sua carta aos efésios:

Efésios 5.22-33

22 Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor,
23 pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador.
24 Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos.
25 Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela
26 para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra,
27 e para apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável.
28 Da mesma forma, os maridos devem amar cada um a sua mulher como a seu próprio corpo. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo.
29 Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja,
30 pois somos membros do seu corpo.
31 “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne.”
32 Este é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à igreja.
33 Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito.


O texto deixa bem definido os papéis do homem e da mulher no casamento e ao longo desta semana aprenderemos quão importante é a oração na vida do casal para fortalecer a união dos cônjuges, mas principalmente fortalecer nossa união com Cristo, que é a fonte através da qual podemos verdadeiramente desfrutar das bênçãos que o casamento traz, e também crescer e amadurecer a cada dia com ele.
Somente conhecendo o plano de Deus para a família e em comunhão íntima com Deus por meio da oração que podemos exercer os papéis que nos são biblicamente destinados:
O marido de liderar e a esposa de auxiliar e acompanhar.
A sociedade moderna tem uma visão muito limitada desses papéis e as interpreta de maneira totalmente equivocada! Logo se pensa em uma sociedade machista, e tal engano tem invadido as igrejas e feito muita gente pensar que esses conceitos são ultrapassados.

“Sem de forma alguma deixar-se intimidar por aqueles que se opõem a vocês. Para eles isso é sinal de destruição, mas para vocês, de salvação, e isso da parte de Deus.” (Filipenses 1:28).

Paulo nos orienta a não nos deixar intimidar pela cultura que se opõe a nós. Em qualquer organização que tenha mais de um membro, é preciso delimitar as funções de cada um. E Deus fez isso para nós.
A visão bíblica da autoridade do homem é para a mulher na verdade uma proteção, pois tendo o homem como autoridade está protegida e amparada e seu papel de auxiliadora confere-lhe uma posição honrosa no casamento já que ela será esteio da família, ou seja, aquela que irá com sua sabedoria edificar o lar mantendo as coisas em ordem.
Portanto homens e mulheres têm direitos iguais! Esse conceito no qual as pessoas dizem que o homem manda e ponto, e a mulher se fica calada sem ter direito de opinar é antibíblica Deus confere a ambos homens e mulheres direitos iguais, apenas os deverem é que diferem.
Essa palavra submissão chega a ser um tabu por ser mal interpretada, o Pr. Edison Queiroz fez a seguinte observação em seu livro:

“Nesta questão (submissão) entra o princípio de cumprir uma missão. Se fizermos a divisão silábica da palavra submissão, teremos sub-missão. Os cônjuges juntos têm uma missão a cumprir, na formação de sua família, o exemplo e ajuda a outras famílias, e no seu papel dentro da formação de uma sociedade correta.”

Ou seja: submissão = trabalhar junto, cooperar. Lado a lado!
No entanto, sabemos que ter este tipo de pensamento acerca do relacionamento conjugal é totalmente contrário à nossa cultura. Viver um casamento espelhado nos padrões de Deus é remar contra a maré. Precisamos ter consciência disso para que possamos a cada dia mais depender Dele em oração, entregando nossos casamentos (bem como o desejo de casar e constituir uma família!) nas mãos Dele, pedindo que o Espírito Santo nos fortaleça e nos ajude a aplicar a Palavra de Deus em nossas vidas e relacionamentos!

CONCLUSÃO
Devemos analisar na Palavra de Deus tudo o que Cristo fez pela igreja e aplicarmos a mesma dedicação nos nossos lares.
Uma das melhores formas de termos um bom relacionamento no lar é a utilização dos mandamentos recíprocos aqui estão alguns:
Amar uns aos outros – João 15.12
Não julgar uns aos outros – Romanos 14.13
Servir uns aos outros – Gálatas 5.13
Perdoar uns aos outros – Efésios 4.32
Sujeitar uns aos outros – Efésios 5.21

Que Deus lhe dê uma semana cheia de vitórias!

2 comentários:

Vivendo pela Palavra de Deus!!! disse...

Boa tarde!!Encontrei o Aliança Crista pelo BlogUpp, gostei e já estou fazendo parte. Meus parabens!!

Aliança Cristã disse...

Obrigada querida, ficamos felizes pos saber que o blog está cumprindo o propósito para o qual foi criado: Divulgar a Palavra pura e simples como ela é!
God bless you!